Nova marca do Uber traz nova tipografia e foca na acessibilidade

Romário Eichlig

Romário Eichlig

O antigo logotipo era todo quadrado e hiper-masculino,” afirmou o Diretor Criativo F. Young da Wolff Olins, que comandou o mais novo redesign global da Uber.

Embora o foco não seja apenas desmasculinizar, vale lembrarmos que o antigo CEO da Uber, Travis Kalanick, foi convidado a se retirar por mau comportamento e escândalos que incluem episódios com prostitutas (sem contar os vários casos de abuso sofridos por usuárias de Ubers), o que faz desse conceito muito bem-vindo.

  • Save
Logotipo anterior [Clique para ver o case]
A nova proposta da marca é sair das suas raízes corporativas (quando a Uber ainda era um aplicativo de transportivo executivo) para ficar mais adaptado ao povo — DO MUNDO TODO!

Para isso os designers da Wolff Olins turistaram vários países para sentir na pele qual era a essência de pegar um Uber, assim descobriram o que o serviço tem em comum em locais tão diferentes NYC quanto Bangladesh.

O resultado é novo design que deixa toda a dureza masculina para trás e foca na acessibilidade, representando tanto a Uber de hoje quanto a do futuro com seus carros voadores e etc.

Esse é o novo logotipo da Uber:

  • Save

Nosso objetivo era repaginar tudo que enfraquecia a confiança na marca.

A “fonte machista” caiu para dar lugar uma wordmark mais “acessível”, saindo do all-caps para uma escrita comum que parece mais legível em comparação ao visual impactante do logo original. As apostas da Wolff são..:

  • Formas arredondas para agradar todo tipo de público em todo o mundo;
  • Diferença de caps para tornar o naming fácil de ler só de bater o olho.

MANUAL DA MARCA ◄


Vale destacar que não é só um logotipo, mas também uma fonte chamada Uber Move:

  • Save

  • Save

A tipografia se inspira em fontes clássicas como a Highway Gothich e a DIN Typeface, que foram desenvolvidas para serem legíveis em veículos em alta velocidade.

Essas fontes deram certo porque elas têm o fator humano em sua essência,” explicou o Diretor Criativo, “e seguir essa rota garantiu que a Uber não fosse pelo repetido caminho das empresas tech que sempre acabavam em ilustrações flats, fontes geométricas e etc…”

  • Save

Nem os motoristas entendiam o ícone antigo, por isso decidimos descartá-lo.

Os ícones do logo antigo da Uber remetiam a uma grande rede de vias que eram conectadas graças ao serviço da Uber — como se as linhas fossem estradas — porém o público não entendia a grande ideia por trás do desenho, logo passaremos a ter isso. ↓↓↓

  • Save

O que você acha desse novo Uber? Eu achei as propostas interessantes, mas também achei o novo logo super genérico e desanimador para uma marca desse porte… Vai caducar em dois anos também?

  • Save
Romário Eichlig

Romário Eichlig

Criador do Temporal e formado em Industrial Design pela University of West Florida & UNESA.
Especializações em Branding, Marketing e Psicologia Social.

Comentários

Recomendados:

O Temporal Cerebral é um blog de design gráfico, branding e criatividade em geral que aborda os melhores projetos e estudos do mundo para te tornar um profissional cada dia melhor.

Hospedado por Infinite Cloud Computing

Projetado com o Elementor

Close Menu
63 Shares
63 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap