Redesign de Brasão da Seleção decepciona, mas não como dizem por aí

Romário Eichlig

Romário Eichlig

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Não pensem que esse post será dedicado a pisar na Ana Couto (estou bem longe de ter a moral para tal), mas uma coisa é certa: a forma nem sempre segue a função… Principalmente quando a forma faz meus olhos sangrarem!

Digo isso pois o redesign da CBF foi para “…torná-lo mais eficaz no mundo digital…” — e eu acho ótimo sendo o designer funcionalista que sou — porém eu continuo projetando para pessoas antes de projetar para plataformas.

Mas agora que eu te dei o ódio que você queria ler, tenhamos calma: a versão com fundo branco mostra que o logo não é a desgraça que estão falando! ↓

Novo logo da CBF sem vazar no background amarelo

LEIA: Por que “logomarca” existe até no Japão, mas no Brasil não?

Sim, continua me doendo que algumas faixas sejam maiores que outras, porém trata-se de uma liberdade artística para provocar tensão visual e dar mais engajamento ao logo.

É de fato ridículo sobre fundo amarelo*, mas bastante aceitável fora dele!

* Porém projetos caríssimos como os da Ana Couto não deveriam ter aplicações ridículas, você não acha? Principalmente quando a principal dessas aplicações é a própria camisa da Seleção..:

Possível nova camisa da Seleção

Eu ouso a dizer que esse logo só sobreviverá porque há milhões de corru… digo, da CBF sendo investidos nesse nesse projeto.

Está claro que esse novo logo é desastroso em sua principal aplicação e perturbadoramente desalinhado (foi até difícil fazer a arte do início do post), do tipo que até um leigo pode perceber que há algo de errado com esse projeto.

Talvez o melhor teria sido pelo menos adicionar bordas completas, como essa versão alternativa que está circulando no Facebook:

Proposta de logo alternativa

O que você achou desse redesign? Prefere o logo anterior, o atual ou a versão alternativa? Compartilhe seus pensamentos conosco nos comentários! 😉

Shares

Receba presentes e inspiração sem qualquer custo!

Romário Eichlig

Romário Eichlig

Criador do Temporal e formado em Industrial Design pela University of West Florida & UNESA.
Especializações em Branding, Marketing e Psicologia Social.

Comentários

Recomendados:

O Temporal Cerebral é um blog de design gráfico, branding e criatividade em geral que aborda os melhores projetos e estudos do mundo para te tornar um profissional cada dia melhor.

Projetado com o Elementor

Close Menu
Shares