A Sereia do Starbucks é imperfeita para ser perfeita

1,823

Designers como eu e você estamos sempre buscando a perfeição: quem nunca gastou horas estudando grids e a polêmica proporção áurea?

Fomos todos ensinados que designs com boas proporções são mais bonitos e eficientes, o que talvez seja até uma questão genética já que estudos apontam que a simetria é o segredo da beleza humana… mas uma coisa é teoria e outra é a prática, né? 😉

Abordarei os seguintes temas no post:

  1. A evolução completa da sereia do Starbucks;
  2. Porquê o nome da marca foi trocado;
  3. E o motivo da separação entre símbolo e letreiro.

Propositalmente Defeituoso

Quem já fez um logo que tinha uma personagem provavelmente o fez do mesmo jeito que eu: desenhou um lado do rosto, espelhou do outro e voilà, seu logo super simétrico e perfeitinho está criado! Tem como ficar melhor que isso?

Parece que sim, pois isso fazia da sereia do Starbucksperturbadoramente bonita”, nas palavras de Connie Birdsall, o diretor criativo que coordenou seu redesign na agência Lippincott. “Algo claramente não estava funcionando nela.”

clique na imagem

← Olhe para a siren por 10 segundos e você começará a temer que ela saia da tela e mate você e toda a sua família (o que fazia sentido já que sereias são sedutoras assassinas, hahaha!)

Por isso a Lippincott concluiu que era necessário “dar um passo para trás e deixá-la um pouco mais humana”, e para tal eles simplesmente adicionaram um pouco de imperfeição—que é a simetria encontrada nos rostos de gente normal como eu e você.


Evolução do Logotipo do Starbucks

Como a sereia ganhou personalidade e humanidade

O primeiro ajuste, óbvio, é que a sombra de um dos olhos passou a ser maior que a outro, ajudando a formar seu nariz—mas isso tá mais pra capricho que “defeito”.

Agora note que os cantos da boca e nariz são mais curvados de um lado do que do outro; assim como a pálpebra direita é claramente maior e mais pontiaguda. Esses supostos “defeitos” são propositais, para torná-la siren mais “gente como a gente”—o que a ajudou a ter o sucesso que tem hoje.

“Descobrimos que ninguém gosta de ver alguém perfeito.”

Off: eu havia notado isso tudo ao fazer uma personagem, mas eu jurava que era culpa de alguém que vetorizou mal meu arquivo… Por isso eu garanti que minha personagem seria bem simétrica (o que a deixou linda e assustadora como a sereia antiga, haha)!

Note que ela começa com cara de assassina e se suaviza até ter olhos “abertos”, o que a deixou amigável demais. Embora esse seja o objetivo da maioria das mascote, a siren sempre pretendeu ser mais confiante, sedutora e misteriosa. Isso levou ao afinamento do rosto, fechamento dos olhos, e arredondamento dos traços.


Renaming & Separação

Um nome mais curto e mais destacado

O rebrand do Starbucks não foi por acaso (↑ leia ↑): a marca já estava antiga e sofria com uma limitação interna e uma certa ameaça internacional.

A limitação era sua dependência em bebidas, que vinham desacompanhadas já que não havia doces e salgados na loja. Isso reduzia o público da marca já que as vezes você quer um lanchinho também, e comer na loja X para depois ir beber na loja Y é fora de cogitação—o que torna o nome Starbucks COFFE um problema.

“Ah, mas eu espero que cafés vendam um lanchinho.” Sim, eu também, mas você não espera que o Starbucks venda vinho com macarrão e fritas, né? Esse era um plano da marca desde 2011 (só implementado agora), por isso abandonar as raízes era crucial para fazer o Starbucks deixar de ser uma mera cafeteria.

Mas o que isso tem a ver com a separação entre letreiro e símbolo?


► Guia Completo de Naming: do rascunho à internacionalização


Várias “versões” mundialmente

#Partiu StarFucks?

Toda mega marca gera alguns bastardos, principalmente quando tem um logo tão simples e marcante que pode facilmente ser surrupiado.

Esse problema se agrava ainda mais em culturas mais diferentes, como no mundo árabe: fulano pode botar um desenho semelhante no selo e escrever com aquele monte de “minhoquinhas” que você não faz ideia do que significam. Consequência?

Milhares de pessoas caíam nessa armadilha, pois 1] não esperam cópia tão descarada, e 2] são enganadas pela aparência geral do logo, afinal, qual é o grande objetivo de um logotipo senão ser reconhecido numa simples olhada de relance?

A separação dos elementos dificulta esse tipo de conclusão precipitada, assim você lê que estava entrando no Star and Bucks (que é uma cópia safada da China)!

Inspired by FastCo

Junte-se aos mais de 1000 designers em nossa lista
* indicates required
você pode gostar também
Comentários
Show Buttons
Hide Buttons