5 Dicas para fazer capas de sucesso (nunca esqueça a 1 & 5)

Romário Eichlig

Romário Eichlig

Fazer um bom design de capas é o mais importante na maioria dos projetos editoriais – e é você quem faz toda a diferença nessa fase!

Isso porque nem toda revista se vende por si só, e mesmo quando ela é “top”, nem todo mundo compra todas as edições…

E é por isso que seu trabalho tem enorme influência em manter o fluxo de vendas estável (ou crescendo)!

Então aqui vão algumas dicas para você se destacar em seus trabalhos : )

1) Escolha um bom ponto focal!

5-dicas-design-de-capas-revistas-1-gq
  • Save

Nunca esqueça o seguinte princípio de design: onde tudo se destaca, tudo se torna irrelevante!

Isso vale para qualquer projeto (ou 99.99% deles), logo é essencial que algo em sua capa reine sobre as demais, como:

  • Uma foto atípica* ou criativa;
  • uma headline bomba (lembre do “Lula preso amanhã”[cuidado para não mentir]);
  • ou até mesmo um decote, não é mesmo, GQ?

A “foto atípica” é aquela que não é artificial, apática ou que não tem nada a dizer. A foto tem que “chocar” o público (no bom sentido[como essa mulher amamentando que trouxe muitos de vocês aqui])!

Para entender melhor, confira essa capa da VEJA:

A VEJA usou uma foto do Serra chorando não só porque ela faz sentido no contexto, mas porque ela nos apresenta uma cena que nós nunca vimos (por isso é muito difícil de ignorá-la).

Também é ultra sabido, entre marketers como eu, que usar / evocar emoções (como tristeza e choro) é uma das maneiras mais eficientes de gerar engajamento e vendas!

Ah, não esqueça de combinar tudo!

Para seu ponto focal realmente brilhar, ele precisa ser complementado!

Por isso as fotos da GQ e VEJA são acompanhadas de headlines grandes que esclarecem do que se trata.

Afinal, embora ambas fotos chamem atenção, o Serra e seu choro e a Emily e seu decote não significam nada sozinhos (logo não incetivam a compra).

Para ficar mais claro, veja nosso tutorial de hierarquia tipográfica para entender a importância dos pesos : )

2) Seja consistente sem ser tediante!

5-dicas-design-de-capas-revistas-3-nylon
  • Save

Toda revista precisa de um design padrão para ser reconhecida pelo público (tipo aquele quadro vermelho da TIME ou o logo fixo da NYLON ↑).

Mas a consistência pode ser entediante, por isso o logotipo da NYLON muda de cor – assim como sua visibilidade muda de posição!

E para garantir que os compradores não se cansem, a revista frequentemente muda de cor e também tipografia (note que varia entre formal e artística).

Para entender melhor o porquê, veja nosso tutorial de como a tipografia afeta o seu cérebro! : )

3) Aplique bem a teoria das cores!

5-dicas-design-de-capas-revistas-2
  • Save

Pesquisas indicam que cores são responsáveis por 80% das compras!

É mais que óbvio que eu não posso te dizer que cores usar na sua próximo design de capa, mas você pode descobrir aqui:

4) Hierarquia tipográfica is KING!

5-dicas-design-de-capas-revistas-4-elle-tipografia
  • Save

Alunos universitários tendem a falhar miseravelmente nesse quesito!

Como dito antes, algo tem que se destacar, senão toda a capa não dirá nada e será totalmente descartável!

Para complementar o guia de hierarquia tipográfica, veja como ela funciona na capa da ELLE:

  • A fonte do logotipo tem o maior tamanho, afinal, ela que atrai o comprador;
  • Logo vêm algumas headlines que mudam em fonte, mas acima de tudo, em tamanho (e importância, para vender);
  • E então vêm headlines menores e menos importantes – todas seguidas de textos corridos menores (para não concorrer com o título).

Além das cores também afetarem no potencial de foco, a localização dos itens faz toda a diferença no destaque…

Por isso é bom que voce confira o melhor post desse blog: o tutorial de psicologia de design!

5) QUEBRE AS REGRAS, MANO!

5-dicas-design-de-capas-revistas-5-bloomberg-businessweek
  • Save

Esse item é uma extensão do item 1 – e talvez ele seja o mais importante deles.

Imagens geram engajamento, mas imagens criativas geram ainda mais – por isso a Bloomberg Businessweek (uma renomada revista de negócios) colocou um unicórnio despejando bitcoins em sua capa.

É óbvio que a ideia é ousada (já que “cagar arco-íris” é uma referência internetês jovem), mas ela não é ousada ao ponto de ofender.

Ou seja: o design quebra as regras de forma consciente!

As possibilidades são tão infinitas quanto sua própria criatividade, então é só você focar e fazer seu projeto brilhar!

Uma boa dica é conferir as 6 tendências visuais de 2016 (que certamente ainda serão úteis em 2017)!


E aí, o que você achou desse tutorial? Tem algum comentário ou dica pra gente? Deixe nos comentários! : )

VIA CreativeBLOQ
  • Save

Receba presentes e inspiração sem qualquer custo!

  • Save
& 5) via @https://br.pinterest.com/tempocerebral/”/>
Romário Eichlig

Romário Eichlig

Criador do Temporal e formado em Industrial Design pela University of West Florida & UNESA.
Especializações em Branding, Marketing e Psicologia Social.

Comentários

Recomendados:

O Temporal Cerebral é um blog de design gráfico, branding e criatividade em geral que aborda os melhores projetos e estudos do mundo para te tornar um profissional cada dia melhor.

Projetado com o Elementor

Close Menu
12 Shares
12 Shares
Share via
Copy link